O Novo Gestor – Quem é ele?

Tempo de leitura: 10 minutos

Quem é o Novo Gestor? O que ele precisa ter?

Essa é uma pergunta frequente de quem sente os impactos de cargos cada vez mais2 competitivos.

Por isso, se você quer:

Mais reconhecimento, Mais resultado, Mais evolução na carreira e Menos estresse, então nesse artigo, você obterá informações valiosas para alcançar o que almeja.

A cada nova oportunidade que surge em nossas vidas, ganhamos a chance de nos conhecer um pouco mais. Então, aprovei esta para se tornar um profissional muito melhor.

Aqui você poderá conhecer os 3 SEGREDOS QUE APENAS GRANDES GESTORES SABEM, MAS NÃO CONTAM. E ainda, irá descobrir quais são as 2 ARMADILHAS QUE GERAM FRACASSO NA CARREIRA.

O que você vai descobrir aqui?

Quais são os três grandes segredos:

1° Todo grande gestor é um grande líder;

2º Maturidade é mais importante que formação;

3º O único Método de Liderança que funciona.

E as armadilhas:

1° Confundir CARGO x AUTORIDADE;

2° Confiar apenas NA SORTE E NO TALENTO.

Está preparado? Então vamos lá!

o novo gestor

SEGREDO 1 – Todo grande gestor é um grande líder

Você precisa ter a capacidade de fazer gestão dos processos, mas também deve saber liderar as pessoas. Afinal, são as pessoas que trabalham para melhorar os processos e por meio disso, criam produtos ou serviços.

Ou seja, uma coisa depende da outra e para que ambas funcionem, você precisa atingir essa dualidade.

Um autor que admiro muito Ram Charan, fala que nas empresas, o grande problema costuma ser a desconexão entre a estratégia, os processos e as pessoas.

No livro “Execução” escrito por Larry Bossidy e Ram Charan, que inclusive, indico muito a leitura, ele mostra que apenas 10% das estratégias pensadas na alta diretoria chegam com a mesma clareza lá na ponta, ou seja, na execução.

É por isso que, muitas vezes os valores da empresa não são entendidos ou vividos pela própria equipe.

Portanto, é preciso ter claro que estratégia (Porque as coisas são feitas), processos (como são feitas) e pessoas (quem faz), precisam estar conectados para uma gestão eficiente. Isso é fazer gestão e fazer liderança ao mesmo tempo.

Não existe uma concorrência entre líder e gestor. Um profissional completo consegue desempenhar ambas as funções. Ele precisa entender de gestão, de estratégia, de processos, mas também precisa entender de pessoas, afinal elas são a verdadeira chave da Excelência.

Para enriquecer essa informação, vamos analisar como Gestor e Líder atuam diante de cada situação.

Consegue perceber a diferença no posicionamento de cada perfil? Você pode atuar compreendendo as duas funções.

É natural que você possa ter maior facilidade para um perfil, podendo por exemplo ter grande adaptação para execução de diferentes processos, mas pouca afinidade em lidar com as pessoas. Identifique esses pontos e saiba que é neles que precisa se dedicar e se aprofundar.

Com esforço, você pode ser Gestor e Líder ao mesmo tempo. Acredite no seu potencial.

SEGREDO 2 – Maturidade é mais importante que formação

De nada adianta você ser formado em Harvard, tem várias especializações, se é uma pessoa imatura e emocionalmente instável.

Aqui tenho mais uma dica de Leitura, novamente de Ram Charan juntamente com Stephen Drother e James Noel, o título “Pipeline da Liderança – O Desenvolvimento de líderes como diferencial competitivo”.

Papiline é uma espécie de funil, um caminho que todos que trabalham com gestão irão passar. Ram Charan diz que “a liderança só pode ser desenvolvida por meio da prática”.

Um gestor antes de mais nada, precisa ser líder de si. Ele precisa conhecer profundamente a si mesmo, saber quais são seus pontos fortes e fracos, descobrir como age diante das situações, qual é o seu propósito e a sua motivação. Somente a partir daí, ele poderá ser gestor de outras pessoas.

Depois disso, ele pode ser gestor de outros gestores, passar para função de gestor funcional > gestor de negócios > gestor de grupos > gestor corporativo. Trata-se de um percurso a ser seguido.

É preciso cumprir uma etapa evolutiva para conseguir estar apto para a próxima.

Isso quer dizer que não adianta você querer se tornar um gestor corporativo se não conseguir ser gestor de si mesmo ou ter se tornado gestor dos outros e assim por diante. Simplesmente você não vai conseguir ser eficiente, nem se sentir realizado no que faz.

O que acontece nessas situações é ser tomado pelo estresse, pela sensação de insuficiência, tudo aquilo que vai te colocando para baixo e te levando para a ruína.

Um grande amigo me disse um dia “Alexandre, jabuti não sobe em árvore. Quem colocou ele lá que tire. Se ele não sabe subir, também não conseguirá descer, pois ele tem medo.” Isso ilustra muito bem a situação de colocar uma pessoa sem prática em uma posição acima do que ela pode desempenhar. Não vai dar certo!

Três dimensões do Pipeline

  • Habilidades: Novas capacidades requeridas para realizar novas responsabilidades;
  • Administração do tempo: Nova divisão do tempo que direciona a forma de trabalhar;
  • Interesses de Trabalho: O que as pessoas consideram importante e, portanto, torna-se o foco da energia.

São esses três pontos os responsáveis por te ajudar a desenvolver o que chamamos de maturidade, que nada mais é do que ter segurança, tranquilidade e convicção para a tomada de decisão.

o novo gestor

3 Desafios na elaboração de um bom Pipeline

É claro que, para conseguir elaborar um Pipeline que te proporcione essa maturidade, é preciso enfrentar alguns desafios. Veja quais são:

  1. Falta de delegação, em função dos valores corporativos estarem inapropriados. Resulta em falta de desenvolvimento da equipe e de si mesmo. Geralmente, pela necessidade de sentir-se protegido, o gestor não consegue delegar tarefas e abraça tudo para si, evitando as chances de os funcionários evoluírem e claro, dele mesmo;
  2. A direção não requer que todos os líderes desenvolvam outros líderes, sendo que isso é muito necessário, visto que se corre o risco de estagnar o negócio na saída de uma liderança;
  3. Os líderes seniores passam o tempo todo ocupados com questões do presente e não se preocupam com o futuro, dedicam o tempo com questões imediatas, na maioria das vezes que poderiam ser delegadas e deixam de olhar para frente.

A partir do momento em que você consegue atingir a maturidade também pode utilizar ferramentas para avaliar como está o desenvolvimento de cada membro da sua equipe, para ajudá-los a evoluir.

SEGREDO 3 – O único método de Liderança que funciona

Qual é o método que funciona? O do líder que fica atrás da cadeira comandando a equipe ou aquele que está ativamente junto com a sua equipe?

Quando me tornei pai, percebi que meus filhos não costumavam fazer aquilo que eu falava, mas que repetiam o que eu fazia. Foi então que entendi que liderar era diferente do que eu pensava até então.

O grande desafio da liderança é ter consciência que uma vez que você é promovido, você nunca mais conseguirá ser uma pessoa discreta, pois todo mundo cuida de você. Você passa a ser um exemplo a todo momento.

O exemplo é a única forma de exercer a liderança de uma maneira verdadeira. Para isso, você precisa assumir que você é o modelo, e as pessoas não estão apenas olhando, elas estão se inspirando em você.

“Coloque primeiro a máscara em você”. Essa é a atitude recomendada em uma situação de emergência durante um voo. Isso nos mostra a importante de cuidar de si mesmo, de se atentar a própria evolução, adquirir maturidade, para então servir de exemplo para as outras pessoas. Lembre-se sempre desta frase.

Bem, já sabemos dos segredos. Quais são as armadilhas?

ARMADILHA 1 – Confundir CARGO x AUTORIDADE

A autoridade só é uma autoridade quando ela se posiciona em termos de competência e referência. Ou seja, não é a cadeira que você ocupa que determinará isso.

Tendo um cargo, você tem o poder de posição, que é baseado nas coisas que um administrador pode oferecer aos outros como recompensas, coerção ou legitimado.

Já, quando você é uma autoridade você demonstra seu poder pessoal, que é baseado na maneira como um administrador é visto pelas outras pessoas, se firmando sempre na competência e na referência.

A grande confusão pode ocorrer entre manipulação e influência. A manipulação é o poder de dizer para a pessoa que ela deve fazer o que você quer que ela faça. Mas, esse “gostinho” de poder, não é legítimo, pois é dependente do seu cargo.

A Influência, por sua vez, é legítima. Ela acontece quando você estimula as pessoas a fazerem aquilo que não conseguem.

Se você quer medir se está ou não nessa armadilha, é muito fácil. Observe a proximidade e o distanciamento das pessoas. Quem manipula as pessoas baseando-se no cargo, distancia-as psicologicamente, ou seja, elas não conversam, não se abrem e se afastam.

Já quando você é uma autoridade, ocorre o contrário, as pessoas querem se aproximar de você. Elas te procuram, querem conversar, fazer perguntas e isso é algo constante.

ARMADILHA 2 – Confiar apenas NA SORTE E NO TALENTO

Um bom gestor precisa de planejamento, organização, metas e indicadores de performance para ter clareza do que está fazendo. Não basta confiar na própria sorte ou no talento.

Você precisa entender em qual nível se encontra, se é operacional, tático ou estratégico e utilizar ferramentas adequadas para desempenhar a sua função como gestor e como líder.

Indicadores de performance são métricas utilizadas para acompanhar o crescimento de uma empresa tendo clareza dos objetivos e metas e como está o seu desempenho para atingi-los.

Existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para esse fim, como o famoso método SMART. O importante é que você nunca deposite sua confiança na sorte ou no talento, um gestor de sucesso tem tudo muito bem planejado.

É fundamental estar sempre aberto para o aprendizado. Quem não está disposto a aprender, aprender e aprender todos os dias, ficará para trás e nunca será o novo gestor que o mercado pede.

O mundo não aceita mais amadores! Você quer levar a sua carreira para outro nível?

Aqui, você descobriu quais são os 3 segredos para ser um grande líder. Aquilo que é fundamental para ser O NOVO GESTOR. Descobriu também quais são as principais armadilhas nessa trajetória.

Mas essa é apenas uma abordagem superficial do tema, para que você conseguisse entender a importância de focar no seu desenvolvimento.

Eu sei que você é uma pessoa apaixonada por aprender e eu posso te mostrar muito mais sobre o que você precisa para se tornar ÚNICO.

Eu vou te apresentar uma nova oportunidade, algo que eu descobri e mudou a minha carreira. É uma chave para você ser respeitado e admirado em um período curtíssimo de tempo.

Esse método revolucionário é o MANAGER CLUB. Uma comunidade de pessoas que desejam turbinar suas carreiras em Gestão e Liderança de Pessoas.

Tenho certeza de que esse método vai mudar a sua vida. Aproveite essa oferta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + onze =