Sua equipe tem orientação para o cliente?

Tempo de leitura: 5 minutos

Quem trabalha com vendas já conhece uma frase muito repetida em toda e qualquer empresa: quem manda é o cliente. Sabendo que isso é tão importante, falaremos neste artigo sobre “orientação para o cliente”.

De fato, o cliente ocupa uma posição privilegiada dentro da relação que estabelece com a empresa que presta determinado serviço.

Afinal, a empresa presta atendimento ao cliente e para conquistá-lo, deve conhecê-lo bem, saber do que gosta, o que faz, como se comporta e outras informações para conseguir estabelecer uma ligação com ele.

Por isso a frase dita acima faz todo sentido. O cliente realmente é quem manda. É a partir dos interesses dele que as estratégias e objetivos da sua empresa devem ser elaborados.

A sua equipe de vendas está preparada para isso?

Foco no cliente X Foco do cliente

Diferente do que muitos imaginam, a equipe de vendas não deve focar no cliente, mas sim no foco do cliente.

Explicando melhor: não é possível atingir e captar um cliente apenas porque ele é importante para a empresa.

É possível conquistá-lo a partir do momento em que sabe-se do que ele gosta e do que ele precisa, quais as reais necessidades que ele tem ou que pode vir a ter no futuro.

A empresa deve ter orientação para o cliente sim, mas especificamente para o foco do cliente. O objetivo pode até ser parecido, mas não é igual.

Ademais, para conseguir chegar a esse patamar é preciso conhecer bem o que o cliente deseja, suas aspirações e só então oferecer o seu produto para resolver os problemas dele.

Se você e a sua equipe de vendas conseguirem entregar aquilo que o cliente espera, ou até mais do que isso, vocês conseguirão ganhar a fidelidade e o encantamento do cliente.

Depois disso, alcançar os resultados desejados será muito mais fácil e o relacionamento com o cliente será mais forte e difícil de ser rompido.

Lembrando que o cliente não precisa ser apenas o cliente externo.

O cliente interno, com quem você convive diariamente dentro da empresa, também faz parte deste rol.

Pode ser o seu chefe e os colegas de trabalho. Cliente interno são todas as pessoas com as quais você mantém algum tipo de relação de forma corriqueira.

Pode ser a entrega de um relatório ou pode ser a divisão de determinada tarefa dentro do ambiente de trabalho.

Não importa se dentro ou fora da empresa, a orientação para o cliente deve sempre ser levado em consideração.

Especificando um pouco mais sobre o cliente interno, seu colega de trabalho, podemos sempre estreitar e melhorar relações.

Isto não significa partir para o lado pessoal. Não é isso. É buscar formas de aprimorar o serviço que é realizado naquele ambiente.

Isso só pode acontecer quando se conhece mais de cada um que trabalha em conjunto, na equipe como um todo.

É tentar descobrir o que pode ser feito para melhorar.

Se você entrega para o seu chefe um relatório mensalmente, é tentar buscar um retorno do trabalho realizado por você. Isso vale para conteúdo, para prazos etc.

Se você e seu colega de trabalho dividem determinada tarefa no trabalho ou o resultado de um depende do empenho do outro.

Aliás, é preciso descobrir de que forma a dupla ou equipe pode trabalhar para otimizar o serviço. Ou aproveitar mais de cada um no processo. Quem sabe até descobrindo novas habilidades.

Como manter a orientação para o cliente

Em primeiro lugar, coloque-se no lugar do cliente. Tente pensar como ele e descobrir como ele gostaria de ser tratado e do que ele precisa.

Esta técnica se chama empatia. É a capacidade de se colocar no lugar do outro.

A partir daí, surge uma pergunta: Para quem eu vou entregar o meu produto ou serviço?

A resposta nada mais é do que as informações que você coletou durante o seu processo de empatia. Faça uma experiência.

Habilidade de negociação

É certo que quando trabalhamos com prazos, metas e pessoas, nem sempre o resultado é o que gostaríamos que fosse. Isso vale para atendimento ao cliente interno e externo.

O cumprimento de prazos e entrega de trabalhos é uma tarefa que nem sempre pode ser cumprida dentro do tempo estabelecido ou pelo seu chefe, colega de trabalho ou pelo seu cliente.

Nessa hora, o que deve ser feito é o desenvolvimento da habilidade de negociação. Como resultado, teremos a definição de novos prazos e finalmente o cumprimento do planejado.

Quando o relacionamento com o cliente está mais estreito, a negociação se torna muito mais fácil e com retorno garantido.

Espero que tenha gostado do assunto de hoje. Deixe a sua opinião nos comentários!

 

Continue aprendendo sobre orientação para o cliente:

Conheça Nosso Curso de Líderes

 

Conheça as 15 Competências do LÍDER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *